Brasil Notícias

Dom Murilo Krieger é eleito vice-presidente da CNBB

Dom-Murilo-eleito-300x284O Arcebispo de Salvador (BA) e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, scj, foi eleito vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na tarde desta segunda-feira (20), durante a 53ª Assembleia Geral da CNBB, em Aparecida (SP). Dom Murilo foi escolhido por maioria absoluta, no terceiro escrutínio, após receber 199 do total de 286 votos válidos.

15º vice-presidente eleito em Assembleia Geral, para o quadriênio de 2015 a 2019, Dom Murilo tem como lema episcopal “Deus é amor” (Deus caritas est). Durante a 49º Assembleia Geral da CNBB – realizada no ano de 2011 -, o Arcebispo de Salvador foi eleito membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Campanha para a Evangelização da CNBB.

Dom Murilo é autor de vários livros, escreve em revistas e jornais e tem programas na televisão e na Rádio Excelsior da Bahia, sempre com o intuito de evangelizar. Dentre as obras publicadas, destacam-se: Shalom: A Paz ao Alcance da Juventude (Loyola); O Primeiro, o Último, o Único Natal (Loyola); Com Maria, a Mãe de Jesus (Paulinas); Um mês com Maria (Paulinas); Anunciai a Boa Nova (Canção Nova); Dai-lhes vós mesmos de comer (CNBB) e Se eu tivesse uma câmera digital… (Paulinas).

Eleições na CNBB

Além de Dom Murilo (escolhido como vice-presidente), a Assembleia Geral elegeu o Arcebispo de Brasília (DF), Dom Sérgio da Rocha, como presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O novo presidente foi escolhido ainda no primeiro escrutínio, após receber 215 votos, superando assim os 196 que corresponderam aos dois terços necessários para a eleição.

O episcopado brasileiro também reelegeu o bispo auxiliar de Brasília (DF), Dom Leonardo Steiner, como secretário geral da entidade. O bispo foi reeleito no segundo escrutínio, após receber 228 votos, ultrapassando assim, os 194 que corresponderam aos dois terços necessários para a eleição. Em 2011, durante a 49ª Assembleia Geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner foi eleito secretário geral da entidade, tendo como missão implantar e dinamizar as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (2011-2015) nas dioceses na Igreja no Brasil.

Por: CNBB / Pascom Salvador

Foto: CNBB

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário