Arquidiocese Notícias

OSID abre inscrições para curso gratuito de Laparoscopia Avançada em Urologia

As Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) estão com inscrições abertas para o Curso de Laparoscopia Avançada em Urologia, voltado para médicos especialistas e residentes de Urologia, Cirurgia Geral e Oncologia que desejem aprimorar seus conhecimentos em cirurgias minimamente invasivas. Promovido pelo Serviço de Urologia do Hospital Santo Antônio, o curso será realizado nos dias 30 e 31 de agosto, das 8h às 18h, no auditório do Centro de Ensino e Pesquisa Professor Adib Jatene (CEPPAJ), na sede das Obras (Avenida Bonfim, 161). Estão sendo oferecidas 60 vagas e os interessados podem se inscrever gratuitamente até 24 de agosto, através do endereço eletrônico: https://www.sympla.com.br/curso-de-laparoscopia-avancada-em-urologia__313926

Com palestras, mesas redondas e miniconferências, o evento terá ainda como destaque transmissões ao vivo de quatro procedimentos cirúrgicos realizados por urologistas titulares do Hospital AC Camargo, de São Paulo. O curso reunirá outros profissionais de referência, como o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia – seção Bahia, Ubirajara Barroso; e o professor doutor Mirandolino Mariano, do Rio Grande do Sul, criador do procedimento Prostatectomia Simples Laparoscópica com Controle Vascular.

Técnica menos invasiva – Além de ampliar o conhecimento acerca do tema, o encontro surge também como uma forma de estímulo à divulgação das cirurgias videolaparoscópicas em pacientes com câncer de próstata, procedimento cuja oferta ainda é escassa. De acordo com o urologista Nilo Jorge Leão, responsável pelo curso e coordenador do Núcleo de Uro-Oncologia da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia Nossa Senhora de Fátima (Unacon) da OSID, “na Bahia, cerca de 90% das cirurgias de prostatectomia radical, indicadas nos casos de câncer de próstata, são realizadas por via aberta. Já o Hospital Santo Antônio, onde, semanalmente, são realizadas duas cirurgias de câncer de próstata por Laparoscopia, é uma das poucas instituições de saúde no estado a oferecer ao paciente do SUS este tipo de procedimento que, por ser menos invasivo, permite uma evolução mais rápida do paciente”, explica o cirurgião.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário