Mundo

Papa reza e pede solidariedade para com os nepaleses

PapaAntes da oração Mariana do Regina Coeli, o Papa Francisco retomou o tema do último  domingo, 26, chamado do “Bom Pastor” que nos convida a redescobrir sempre com um renovado estupor esta definição que Jesus deu de si mesmo:  “O Bom Pastor”, isto é aquele que dá a vida pelas próprias ovelhas. Em Jesus Bom Pastor – disse – contemplamos a “Providência de Deus, a sua solicitude paterna para com cada um de nós”. Dando-nos Jesus , Deus deu-nos “o que de mais precioso nos podia dar”. Trata-se dum “amor realmente surpreendente e misterioso”, perante o qual “experimentamos uma imensa alegria e nos abrimos ao reconhecimento por quanto recebemos gratuitamente”.

Mas o Papa recorda que “Contemplar e agradecer não basta. É também necessário seguir o Bom Pastor. De modo particular aqueles que têm a missão de guiar a Igreja – sacerdotes, Bispos, Papas – são chamados a assumir não uma mentalidade de gestor  mas de servo, a imitar Jesus que, espoliando-se de si mesmo, salvou-nos com a sua misericórdia. A este estilo de vida pastoral são chamados  também os novos sacerdotes da Diocese de Roma que tive a alegria  de ordenar esta manhã na Basílica de São Pedro” –  disse, acrescentando: “Maria Santíssima obtenha para mim, para os Bispos e para os sacerdotes de todo o mundo a graça de servir o povo santo de Deus mediante a alegre pregação do Evangelho, a sentida celebração dos Sacramentos e a paciente e humilde guia pastoral”.

Depois da oração do Regina Coeli, o Papa manifestou a sua proximidade para com as populações atingidas pelo forte terremoto no Nepal e nos países fronteiriços. “Rezo pelas vítimas, para os feridos e para todos aqueles que sofrem por causa desta calamidade. Que tenham o apoio da solidariedade fraterna e rezemos a Nossa Senhora para que lhes esteja próximos”, disse .

E o Papa rezou uma Ave Maria para esta causa…

A seguir o Papa Francisco recordou que neste domingo é beatificada, no Canadá, a irmã Beata Maria Elisa Turgeon, fundadora das Irmãs de Nossa Senhora do Rosário de São Germano: uma religiosa exemplar – afirmou – dedicada à oração, ao ensino nos pequenos centros da sua Diocese e a obras de caridade.

“Demos graças a Deus por esta mulher, modelo de vida consagrada a Deus e de empenho generoso ao serviço do próximo do próximo.”

O Papa saudou de modo especial os numerosos peregrinos vindos da Polônia por ocasião do primeiro aniversário da canonização do Papa João Paulo II, exprimindo o desejo de que ressoe com força nos seus corações o vibrante apelo de João Paulo II: “Abri as portas a Cristo”.

Saudando diversos outros grupos provenientes de várias partes da Itália e do mundo, entre os quais do Cairo, o Papa abençoou, juntamente com dois neo-sacerdotes, a multidão reunida na Praça de São Pedro, e a  todos desejou bom domingo, pedindo como sempre que rezemos por ele…

Fonte: Rádio Vaticano

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário