Últimas Notícias

Você está aqui: Capa / Arquidiocese / Missa da Unidade: Clero da Arquidiocese de Salvador renova as promessas sacerdotais durante a celebração dos Santos Óleos

Missa da Unidade: Clero da Arquidiocese de Salvador renova as promessas sacerdotais durante a celebração dos Santos Óleos

Padres diocesanos e religiosos participaram da Celebração no Santuário Nossa Senhora de Fátima (Garcia)

Padres diocesanos e religiosos participaram da Celebração no Santuário Nossa Senhora de Fátima (Garcia)

Durante a manhã desta Quinta-feira Santa (13), os bispos, padres e diáconos da Arquidiocese de Salvador participaram da Missa dos Santos Óleos, realizada no Santuário de Fátima, no bairro do Garcia. A solenidade foi presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, scj e concelebrada pelos bispos auxiliares Dom Gilson Andrade da Silva, Dom Marco Eugênio Galrão Leite, Dom Estevam dos Santos Silva Filho e Dom Hélio Pereira dos Santos.

A celebração dos Santos Óleos ou Missa da Unidade é marcada por dois grandes gestos. O primeiro é a renovação das promessas sacerdotais e o segundo, a bênção e consagração dos óleos que são utilizados no rito dos sacramentos do Batismo, Crisma, Ordem e Unção dos Enfermos, ao longo do ano. Dom Murilo, em sua homilia, relembrou ao clero o compromisso vocacional assumido diante de Deus e da comunidade. “Diante do teu altar queremos apresentar cada leigo, cada leiga para os quais fomos chamados a cuidar. Que estejamos cada vez mais unidos ao Senhor. Pedimos a Ti: dai-nos um coração de pastor. Obrigado Senhor pelo dom da minha vocação”, rezou o Arcebispo.

Aos 55 anos de vida sacerdotal, o padre Edmilson Santos da Costa explica o significado da Missa dos Santos Óleos. “A liturgia que celebramos nesta manhã, relembra, comemora a instituição do sacerdócio que Jesus colocou a serviço da Igreja. A nossa vocação é dom e compromisso. Cada padre, aqui presente, renovou hoje a promessa, feita um dia, de ser fiel a Jesus Cristo. É um dia importante para o nosso ministério, para nossa vocação”, afirmou. Ao ser questionado sobre a própria vocação, padre Edmilson responde prontamente: “Em nenhum momento me arrependi da minha escolha. Sempre estive firme no mistério da fraqueza humana e no mistério da bondade infinita de Deus que nos ama e fortalece dia após dia com a sua graça”.

Participando pela primeira vez, como membro do Clero, o diácono transitório Paulo Roberto Reis também descreveu o sentimento de renovação da própria vocação. “É a primeira vez que participo dessa celebração como diácono. É uma grande alegria porque me sinto, e de fato sou agora, parte desse clero. Reunidos em torno do nosso pastor, Dom Murilo, manifestamos o sinal maior de unidade que é o próprio Cristo. Cristo se manifesta através de cada um de nós, para juntos como Igreja manifestar ao mundo o sinal do amor de Jesus Cristo por seu povo”, declarou o diácono que será ordenado sacerdote no dia 27 de maio.

Os Santos Óleos

Do Murilo abençoou os óleos dos catecúmenos, que são usados no Batismo e no Crisma, e o óleo da Unção dos Enfermos

Do Murilo abençoou os óleos dos catecúmenos, que são usados no Batismo e no Crisma, e o óleo da Unção dos Enfermos

A bênção dos óleos foi realizada após a homilia. O rito recebe a colaboração especial dos diáconos permanentes que conduziram até o altar os 33 litros de óleo de oliva que foram abençoados e consagrados por Dom Murilo. O óleo é dividido em três ânforas que são identificadas porque os óleos têm funções diferentes. O óleo dos catecúmenos – usado no Batismo – e o da Unção dos Enfermos foram abençoados. O óleo do Crisma é consagrado e recebe uma porção de bálsamo, um perfume delicado. Esse óleo é utilizado nas unções consacratórias do Batismo (quando o batizado é ungido na fronte, após a imersão nas águas), da Confirmação (também na fronte), da Ordenação Episcopal (sobre a cabeça do novo bispo) e da Ordenação Sacerdotal (na palma das mãos do neo-sacerdote). Também é utilizado em outros ritos, como na dedicação de uma Igreja e na consagração de um altar.
Ao final da celebração, Dom Murilo deixou uma mensagem para os sacerdotes: “A todos os padres eu desejo que se apaixonem cada vez mais por Cristo sacerdote. Realmente, ele é a razão da nossa vida, do nosso pensar, do nosso querer. Somente nos entregando totalmente a ele descobriremos a alegria de servir. Deus nos abençoe a cada um e abençoe a todas as pessoas que fazem parte do seu rebanho”.

Fotos: Sara Gomes

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


Cúria Metropolitana Bom Pastor - Av. Leovigildo Filgueiras, 270 - Garcia, CEP: 40.100-000 - Salvador -Ba. Tel.: (71) 4009-6666 | contato@arquidiocesesalvador.org.br
Scroll To Top