Notícias

Última aparição de Maria

Dom Geraldo M. Agnelo

Cardeal Arcebispo de Salvador

            Após ter participado em Barcelona do Encontro, promovido pela Comunidade de Santo Egídio, de leigos preocupados pela paz, contra a corrida para a guerra e discriminação de pessoas, reunindo cerca de duas mil pessoas, lideres cristãos e não cristãos de todas as partes do mundo, participei também da peregrinação internacional de fiéis católicos de mais de 25 países que vieram à Fátima, Portugal, 13 de outubro, por ocasião da lembrança da última aparição de Nossa Senhora a três pastorinhos: Jacinta de sete anos, Francisco de oito anos e Lúcia de nove anos.

            A mensagem de Fátima é, sobretudo, apelo à conversão do coração para a reconciliação com Deus e com o próximo, construindo um mundo reconciliado e em paz. Fátima é lugar de graça. As centenas de milhares de pessoas que aqui veem, tem o coração aberto para a voz de Deus que se tornou sensível através da Virgem Maria que falou aos grandes mensageiros, humildes pastorinhos, suficientes para proclamar ao mundo, aos homens de boa vontade.

            Ali nós rezamos a Deus providente que assiste a seus filhos, que possuem inteligência bastante para aprofundar as ciências e para conhecer as necessidades e sofrimentos dos seus semelhantes, mas muitas vezes lhes faltam boa vontade e amor que vença o egoísmo, a intolerância. Tantas vezes os homens se reúnem em assembléias internacionais preocupados em discutir problemas, mas não contam muito com Deus.

            Segundo o testemunho da Virgem Maria ao povo de Fátima, através dos pastorinhos, e ao resto do mundo, a experiência principal de todos os peregrinos de Fátima é a conversão e o compromisso de uma vida de penitência. Nesse sentido, Fátima repete o convite de Jesus à conversão com a qual iniciou o seu ministério: O Reino dos céus está próximo. Arrependei-vos e crede na Boa Notícia, o Evangelho.

            Não tenham medo dos pobres! Foi este o apelo do Presidente do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz, Cardeal Peter Turkson, dirigido a 20 se setembro passado, no encontro de cúpula na sede da Organização das Nações Unidas, em Nova York. Nesta reunião de avaliação sobre as metas de desenvolvimento do milênio, o Cardeal pediu aos governos dos países que assumam as suas responsabilidades na luta contra a pobreza. “Todos os governos, tanto dos países desenvolvidos como dos países em desenvolvimento, devem assumir as suas responsabilidades para combater a corrupção e por vezes imoral conduta no campo dos negócios e das finanças, bem como a irresponsabilidade e a evasão fiscal, a fim de assegurar o estado de direito e promover meios humanos do desenvolvimento como a educação, a segurança no trabalho e a assistência médica para todos”. As metas do desenvolvimento do milênio deveriam servir para combater a pobreza, não para eliminar os pobres, afirmou também.

            As crianças de Fátima foram escolhidas por Deus a fim de serem missionárias para o mundo inteiro. O Senhor nos lembra como são importantes as crianças serem educadas na fé e no testemunho do amor, pois a caridade é um gesto de amor e de carinho, tão caro aos pequeninos.

            Nesse dia 13, tivemos a satisfação de acompanhar o noticiário do salvamento dos mineiros do Chile, tanto tempo quase imobilizados nas profundezas da terra. Isso nos dá o exemplo de quanto é possível fazer em momentos críticos bem como no dia a dia dos sofrimentos de nossos irmãos perto de nós ou mesmo longe.

            Felizmente, no mundo os testemunhos de bondade e de amor são tão numerosos que nem mesmo podemos contabilizar todos. Somente Deus os tem escrito no livro da vida. Entretanto a maldade campeia em todo mundo. Bastaria somente o gesto a causar sofrimento e deveríamos sempre lamentar e trabalhar para a conversão do opressor.

                Em Fátima rezei pela nossa Arquidiocese, pela nossa cidade do Salvador, pelo Brasil em processo de eleições presidenciais. Rezei também, e especialmente pelo nosso clero e pelo nosso Seminário. Em Fátima se aprende que estar no mundo é apenas fazer a passagem para Deus.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário