Arquidiocese Notícias

X Jornada dos Ministros Extraordinários da Comunhão reuniu 1.380 pessoas no último domingo (5)

1380 ministros extraordinários participaram, no último domingo (5), da X Jornada dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão. O evento aconteceu na quadra do Colégio Antônio Vieira (Garcia) e teve como tema central “Cristãos Leigos e Leigas –  sujeitos na Igreja a serviço do Reino” e como lema “Sal da terra e Luz do mundo” (Mt 5, 13-14).

Como em anos anteriores, a Jornada teve início com a Santa Missa, presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Estevam dos Santos Silva Filho. “O cristão leigo batizado é chamado a ser sal e luz e são várias as maneiras e possibilidades. Os ministérios confiados aos cristãos leigos são formas privilegiadas para exercer este chamado do Senhor. Os ministros extraordinários da Sagrada Comunhão se colocam à disposição, são os cristãos leigos e leigas que levam, de maneira especial, a Eucaristia, o Pão Vivo descido do céu, até a casa, sobretudo, dos enfermos. Eles prestam um serviço realmente extraordinário, levando o Pão Vivo até aqueles que estão tão debilitados e necessitados”, afirmou Dom Estevam.

Logo após a Celebração Eucarística, os ministros acompanharam a primeira conferência do dia, conduzida pelo padre Maurício Ferreira, reitor da Universidade Católica do Salvador (UCSal). A segunda e última conferência aconteceu após o almoço e foi ministrada pelo coordenador da Comissão Arquidiocesana de Liturgia (CAL), padre Ailan Simões, que também é o pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Itapuã. Também a tarde aconteceu a adoração ao Santíssimo Sacramento.

De acordo com o responsável pelos diáconos da equipe de organização da X Jornada dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão, diácono Augusto César Nascimento dos Anjos, o evento já estava sendo preparado há três meses. “A nossa equipe de organização é formada por seis diáconos e é coordenada pelo padre Ailan. Nós nos reunimos ao longo de três meses para preparar este encontro que já é uma referência em nossa Arquidiocese. Aqui, além da adoração e da oração, nós também trabalhamos questões que dizem respeito aos ministros, para que eles possam ter consciência deste serviço e de que eles são como Cristóforo, que levava Jesus para as pessoas”, disse

O diácono Augusto ressaltou, ainda, que o serviço do ministro extraordinário vai para além do serviço prestado dentro da Igreja. “Queremos conscientizá-los de que o ministério deles não é apenas para servir na Missa, mas, sobretudo, fazendo visita aos doentes, levando Jesus para aquelas pessoas que não podem participar da Santa Missa. É um ministério belíssimo; eles são a extensão do sacerdote que não consegue alcançar os paroquianos”, completou.

Entre os participantes da Jornada estava Luzia dos Santos Muniz, ministra extraordinária da Sagrada Comunhão na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, em Pau da Lima. “Eu já sou ministra há 10 anos e atualmente acompanho cinco enfermos. Ser ministra é muito gratificante. Nós vamos levar a Palavra e quando chegamos na casa do enfermo, quem nos traz a Palavra é ele, e nós voltamos ainda mais preenchidos”, disse.

Fotos: Sara Gomes

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

ORAÇÃO POR UM DIA FELIZ

REVISTA