CNBB celebra envio de mais de 60 mil publicações do Missal Romano para todas as dioceses

A Edições CNBB, editora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), concluiu a distribuição da terceira edição típica do Missal Romano para toda a Igreja no Brasil. Os mais de 60 mil exemplares foram enviados até o mês de novembro para que todas as comunidades, paróquias e dioceses pudessem utilizar a nova edição, dentro do prazo obrigatório, que é o primeiro domingo do Advento, celebrado este ano no dia 3 de dezembro.

Em vídeo, o secretário-geral da CNBB e presidente da Edições CNBB, dom Ricardo Hoepers, celebrou a conquista e agradeceu o comprometimento e a dedicação de cada pessoa envolvida na missão de distribuição do Missal. “Queremos expressar de modo especial à equipe das Edições CNBB nosso mais sincero agradecimento. Muito obrigado a cada um dos colaboradores. Diante de um curto prazo, vocês demonstraram uma grande capacidade de colaboração, agilidade e profissionalismo”, disse.

O secretário-geral agradeceu, ainda, à gráfica da Editora pela eficiência na realização deste projeto e salientou que os colaboradores foram excelentes ao garantir a entrega de cada Missal com a qualidade e dentro do tempo previsto. “Essas cooperações não apenas reforçaram a nossa missão de anunciar a Palavra de Deus e os ensinamentos da nossa fé, mas também fortaleceram o espírito de unidade entre nós”.

“Cada Missal entregue foi um reflexo do esforço conjunto, da dedicação e do comprometimento de todos. Reafirmo, aqui, o nosso sentimento de profunda gratidão e muito orgulho. Esse exemplo de trabalho em equipe e a dedicação continuem a inspirar e guiar todos nós em nossos futuros empreendimentos. Que Deus abençoe a todos”, concluiu o bispo.

Veja o agradecimento na íntegra:

O Missal

O processo de tradução levou 19 anos de trabalho. A jornada começou após a promulgação, em 2002, pelo Papa João Paulo II, da nova edição típica. Desde então, foram anos de intenso trabalho de tradução, revisão e aprovação do conteúdo, coordenados pela Comissão Episcopal para os Textos Litúrgicos (Cetel).

A terceira edição típica do Missal Romano foi aprovada pelos bispos na 59ª Assembleia Geral da CNBB e encaminhada ao Dicastério para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos em dezembro de 2022. A confirmação da Santa Sé foi publicada no dia 17 de março deste ano.

A Comissão Episcopal para a Liturgia da CNBB, as Edições CNBB e a Assessoria de Comunicação da CNBB prepararam um hotsite onde é possível acessar textos, vídeos, notícias e formação sobre a terceira edição típica do missal.

Como adquirir?

Edições CNBB: (aqui)

Curiosidades sobre a produção do Missal

Capa: Revestimento sintético – 20.000 metros – revestidas em papelão importado de 1890g;

Box: foram utilizadas 107 toneladas de papelão – importados diretamente da Holanda;

Divisórias – Latex Guarro – importados da Espanha – 2.640.000 divisórias – projetadas para se adaptar ao manuseio diário. Envolveu dezenas de pessoas engajadas no manuseio de colagem, conferência com controle de qualidade e embalagem;

Miolo: Polen Natural 80g;

O papel pólen natural foi desenvolvido para promover a sustentabilidade no mercado, pois reduz a emissão de carbono em cerca de 30,1%, o consumo de água em 33,1%, o consumo de energia em 17,7%, assim como os recursos minerais em 33%. Possui um tom amarelado, oferecendo uma leitura mais agradável. Foram usados para produção do Missal Romano, 338 toneladas deste papel;

Fitas de cetim – são 6 fitas por exemplar – totalizando 220.000 metros de fitilhos – 1,1 cm de largura;

Peso de cada Missal: 3,450 kg;

Visando ter maior proteção da obra, foram projetadas duas caixas personalizadas: Caixa individual – onda simples – personalizada; e a Caixa coletiva – onda dupla – personalizada.

Fonte: CNBB