7 de janeiro: memória litúrgica da Bem-aventurada Lindalva

Hoje, 7 de janeiro, a Igreja faz memória à Bem-aventurada Lindalva Justo de Oliveira, assassinada em 9 de abril de 1993, uma Sexta-feira Santa, no Abrigo Dom Pedro II, em Salvador.

Após retornar da Via Sacra, naquele dia, como em todos os outros, a Irmã Lindalva vestiu o avental do serviço – como aparece nesta foto – e cuidava dos idosos que ali estavam. Pelas costas, foi golpeada por um interno, que não era idoso, mas que havia sido acolhido no local. Com 44 perfurações, a Irmã Lindalva entregava a vida por amor a Deus.

A história desta religiosa, reconhecida pela Igreja como Bem-aventurada está disponível aqui.

Foto: divulgação