Palestra inicia reflexões sobre o Grito dos Excluídos 2016

Grito dos ExcluídosComo parte do processo de organização para o Grito dos Excluídos, acontecerá, no dia 2 de setembro, a palestra “Análise de Conjuntura, juventude, mídia e criminalização”, com a professora do curso de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Sara Cortês. O evento acontecerá das 18h às 21h, no Centro Arquidiocesano de Pastoral, localizado na Cúria Bom Pastor (Garcia). A entrada é gratuita.

Grito dos Excluídos

Organizado pela Ação Social Arquidiocesana (ASA),  Cáritas Regional NE 3, Pastorais Sociais e demais movimentos da sociedade civil, o Grito dos Excluídos é uma manifestação popular carregada de simbolismo e realizada sempre no dia 7 de setembro. É um espaço de animação, sempre aberto a grupos, entidades, igrejas e movimentos sociais comprometidos com as causas dos excluídos. De acordo com os organizadores, o Grito não tem um “dono”: não é da Igreja, do Sindicato, da Pastoral; não se caracteriza por discursos de lideranças, nem pela centralização dos seus atos.

A proposta do Grito surgiu no Brasil no ano de 1994, e o 1º Grito dos Excluídos foi realizado em setembro de 1995, com o objetivo de aprofundar o tema da Campanha da Fraternidade do mesmo ano, que tinha como lema Eras tu, Senhor, e responder aos desafios levantados na 2ª Semana Social Brasileira, cujo tema era Brasil, alternativas e protagonistas. Em 1999, o Grito rompeu fronteiras e estendeu-se para as Américas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp