Comissão Arquidiocesana de Pastoral promoveu formação sobre a 3ª edição do Missal Romano

O Cardeal Dom Sergio da Rocha, os bispos auxiliares, padres e diáconos da Arquidiocese de São Salvador da Bahia participaram ontem, 12 de setembro, da Reunião Geral do Clero com formação sobre a 3ª edição típica do Missal Romano. O encontro, organizado pela Comissão Arquidiocesana de Pastoral, aconteceu no Centro de Treinamento de Líderes, localizado no bairro Itapuã, em Salvador, e contou com a assessoria do frei Luís Felipe Carneiro Marques, da Ordem dos Frades Menores Conventuais. Clique aqui e confira fotos!

“Essa recepção do Missal que está prestes a chegar às nossas comunidades espalhadas pelo Brasil inteiro é sempre uma ocasião de um crescimento da vivência litúrgica. O ponto de partida não é somente os elementos novos sobre o Missal, mas como recuperar plenamente a ação litúrgica, por exemplo, como passarmos do texto escrito para a ação orante, para que possamos viver naquilo que a Igreja reza, aquilo que a Igreja crê e aquilo que nós vivenciamos na fé, no dia a dia, na nossa missão cotidiana, no meio do povo de Deus, nas nossas casas, nas famílias e trabalhos”, afirmou o frei Felipe.

O Frei Felipe destacou, ainda, a importância vital de uma formação como foi esta oferecida ao clero da Sé Primacial do Brasil. Segundo ele, através destas iniciativas voltadas para os padres, os fiéis de todas as comunidades são atingidos. “A formação para o clero é o elemento essencial, porque é partindo do clero que nós atingimos as nossas comunidades espalhadas em todas as partes. Em uma Arquidiocese tão grande, a formação do clero ajuda a chegar àquela comunidade pequena, simples, no povo de Deus que também faz parte da Liturgia, que celebra, que faz a sua Ação de Graças e que se oferece também como sacrifício vivo e oferente do povo de Deus ao próprio Deus. A formação é essencial, pois sempre mais precisamos de uma formação séria e vital para evitar esse excesso de informações paralelas que pouco tem a ver com a unidade da Igreja e acabam dificultando, através de ideologias e opções que não são aquelas da Igreja Romana”, destacou.

Para o capelão do Hospital São Rafael e vigário da Paróquia Ascensão do Senhor, padre Bento Viana, “a formação foi extremamente importante e rica, nos atualizando acerca das mudanças que deverão acontecer com a edição deste novo Missal e, ao mesmo, tempo, nos fez revisitar temas muito importantes sobre a Liturgia e sobre a Celebração da Eucaristia”, disse.

Quem também participou do encontro foi o diácono transitório Carlos Manuel. “É importante estarmos bem formados para bem servirmos ao povo de Deus. Por isso, essa formação é um verdadeiro aprendizado, para que possamos colocar em prática em nossas paróquias, e assim ajudar o povo de Deus a viver melhor o contato com o Sagrado, que se dá na Liturgia, através da Palavra de Deus, através da Santa Missa, através do ministro que preside a Celebração”, afirmou.

Fotos: Sara Gomes