Delegação Brasileira se prepara para o X Encontro Mundial das Famílias

A Igreja inicia o X Encontro Mundial das Famílias daqui a 12 dias. Realizado de forma multicêntrica, o evento terá a sede em Roma, com representações de todos os continentes, mas também com atividades em todas as dioceses do mundo. Do Brasil, uma delegação de 33 pessoas vai representar o país, a partir da organização da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF).

O grupo é formado por um sacerdote, o assessor da Comissão Vida e Família e secretário da CNPF, padre Crispim Guimarães; 14 casais, entre eles o casal coordenador nacional da Pastoral Familiar, Luiz e Káthia Stolf; uma pessoa separada; e três bispos: o bispo de Campo Mourão (PR), dom Bruno Elizeu Versari; o bispo de Bacabal, dom Armando Martín Gutierrez; e o bispo de Corumbá (MS), dom João Aparecido Bergamasco.

Padre Crispim Guimarães ressalta que o grupo brasileiro representa todas as regiões do país e “é um grupo consciente”, cujos integrantes são agentes da Pastoral Familiar e integrantes de movimentos eclesiais que atuam nas ações evangelizadoras voltadas para as famílias.

O padre afirma que a comissão ficou contente com a adesão do grupo que preencheu as vagas oferecidas pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida e pela diocese de Roma, organizadores do evento. Mas também outros brasileiros estarão no evento, como alguns que já estão na Europa e também convidados.

O grupo pretende aproveitar todo o programa preparado para o evento, como o Festival das Famílias, as celebrações com o Papa Francisco e o Congresso Teológico. Mas também fará visitas como parte de um roteiro espiritual: as catacumbas de São Calixto, as Basílicas de Santa Maria Maior, de São João de Latrão e de São Pedro, entre outros locais.

“O nosso foco é realmente participar e absorver aquilo que vai acontecer no Congresso Teológico, obviamente com o desejo de trazer alguma coisa para o nosso trabalho aqui no Brasil”, afirma o padre Crispim.

O casal coordenador nacional da Pastoral Familiar, Luiz e Káthia Stolf, manifesta um desejo de comunhão com os agentes para esse momento: “Vamos estar em Roma e vamos levar todos junto com a gente e torcendo para que aqui possa se viver essa sinodalidade, essa unidade na vivência do X Encontro Mundial das Famílias”.

Expectativa e preparativos

Milton e Lourdes Morais |
Foto: reprodução/redes sociais

Os integrantes da delegação brasileira estão, de acordo com o padre Crispim, ansiosos para o evento e superaram vários desafios logísticos e financeiros para a confirmação da participação. O casal coordenador da Pastoral Familiar no Regional Nordeste 2 da CNBB, Milton e Lourdes Morais, afirma que as expectativas “são as melhores possíveis” e que tem se preparado com as orações dos “amigos e irmãos da Comissão Regional, dos diocesanos, dos agentes da Pastoral Familiar” e com a oração particular como casal, como família, além dos preparativos de documentação e bagagem.

“Imagina a graça que Deus nos está dando de poder representar o nosso Regional junto com todo o mundo naquele momento de unidade com a Igreja e com nosso Papa. Estaremos representando nossas 21 dioceses, mais de mil paróquias, todos os agentes que fazem parte da Pastoral Familiar, dos serviços e movimentos desse nosso regional. E estamos nessa expectativa, nessa preparação, arrumando as malas, e também pedindo que cada diocese se organize para estar em unidade conosco, como o Papa pediu, que todas as paróquias e dioceses também celebrassem juntos”, partilham.

No Regional, o casal tem animado os casais diocesanos para que estes animem também as paróquias “para que aconteça essa grande festa que é celebrar a santidade na família, como o Papa pediu”.

 

Mara e seu filho Lucas |
Foto: arquivo pessoal

De outro ponto do Brasil, a advogada Mara Silvia Piccinelli, da diocese de Dourados (MS), vai coroar uma experiência de acolhida na Igreja. Após a experiência da separação, ela decidiu por não procurar um novo relacionamento e, com o filho pequeno, buscou intensificar a caminhada na Igreja. Hoje soma quase dez anos de trabalho pastoral com crianças e jovens, na Pastoral Litúrgica e no cerimonial diocesano.

“Foi muito bonito. Na catedral, eu tive o acolhimento dos padres, do bispo da diocese, eu recebi esse carinho, aí eu fui me envolvendo e desenvolvendo um trabalho com crianças, com adolescentes que, inclusive, permanece até hoje”, partilha.

Ser convidada para integrar a delegação brasileira pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar “foi muito gratificante ver a abertura da Igreja, esse olhar diferente que ela tem para o diferente”. Para ela, uma experiência que aumenta a fé.

“E agora veio esse convite para que eu participasse desse Encontro Mundial das Famílias. No primeiro momento, eu levei um choque: ‘Ah, eu vou lá, uma mulher separada, e aí, eu vi que, na verdade, esse chamado, esse comprometimento, esse olhar diferente que tem a catedral aqui de Dourados, isso também aconteceu nesse Encontro Mundial das Famílias. É uma experiência sem igual e eu agradeço à minha Igreja e todos esses que estão comigo, que me convidaram e que caminham junto comigo na Pastoral Familiar, porque, de uma forma ou de outra, eu acabo fazendo parte, indiretamente, da Pastoral Familiar”, destaca Mara.

Ela deseja “aproveitar o máximo e sair de lá renovada” para a continuidade do trabalho.

Convidados

O Brasil também está representado na programação do evento. Dois casais vão participar dos painéis oferecidos pelo X Encontro Mundial das Famílias. Da arquidiocese de Florianópolis, o casal Fabíola Goulart e Gustavo Huguenin vai apresentar uma reflexão com o tema “Redes sociais: um ‘ambiente’ para os nossos filhos?” no primeiro painel de sexta-feira, dia 24 de junho.

Já o casal André e Karina Parreira, da diocese de São João Del Rei (MG), terá oportunidade de conduzir um momento no painel cujo tema é “O amor em família na provação“. Eles vão partilhar a partir do mote “Amor em família: maravilhoso e frágil”.

O Congresso Teológico Pastora terá casais convidados de vários países além do Brasil: Argentina, Austrália, África do Sul, Bélgica, Canadá, Itália, Indonésia, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Líbano, e Taiwan.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por