Fiéis participam da Santa Missa pelos 254 anos da morte de Dom José Botelho de Matos

Nesta segunda-feira, dia 22 de novembro, será celebrada Missa em sufrágio da alma de Dom José Botelho de Matos. A Celebração Eucarística, que faz memória aos 254 anos da morte do 8º Arcebispo a Bahia e Primaz do Brasil, terá início às 18h, na Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Penha de França (Praça padre Francisco Dórea Reis, 2, Ribeira).

Nomeado pelo Papa Bento XIV no dia 2 de novembro de 1741, Dom José Botelho conduziu a Sé Primacial da Igreja no Brasil até o ano de 1760. Neste período, preencheu as vagas do Cabido, lançou, em 1745, a pedra fundamental da Igreja do Bonfim; e, em 1746 a da Igreja Santíssimo Sacramento e Sant’Ana, ambas em Salvador. Canonicamente, o prelado erigiu as seguintes paróquias: Sant’Ana do Tucano e São José de Porto Alegre (1748), Nossa Senhora da Penha de Itapagipe (1753), Sant’Ana de Caetité e Santo Estêvão de Jacuípe (1754), Senhor do Bonfim da Mata e Espírito Santo de Abrantes (1757), Nossa Senhora da Pedra do Pombal, Ascensão de Mirandela, Nossa Senhora da Conceição de Barcelos, Santo André de Santarém, Nossa Senhora da Escada de Olivença, Nossa Senhora da Conceição do Soure, Nossa Senhora da Conceição do Aporá e São João Batista de Geremoabo (1754).

Entre as inúmeras atividades pastorais, Dom José Botelho realizou missões em todas as paróquias, com a ajuda dos jesuítas, capuchinhos e padres seculares, bem como visitas pastorais, percorrendo caminhos difíceis por toda a Arquidiocese. Faleceu em 22 de novembro de 1760, sendo sepultado na Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Penha de França, na capital baiana.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por