Inscrições abertas para o Concurso de Presépios 2022

Com o objetivo de destacar o verdadeiro e único sentido do Natal, que é o nascimento do Menino Jesus, a Arquidiocese de São Salvador da Bahia, através da Pastoral da Comunicação (Pascom), realiza mais uma edição do Concurso Arquidiocesano de Presépios. Para participar, o interessado deve realizar a inscrição até o dia 20 de dezembro. Abaixo, confira o passo a passo:

1. Ler o Regulamento de inscrição [CLIQUE AQUI];

2. Enviar um e-mail para [email protected] com o assunto “Inscrição no Concurso de Presépios 2022”;

2. Neste e-mail deve conter: nome completo, telefone e endereço do responsável pelo presépio (caso o presépio esteja montado em outro local, é necessário inserir o endereço);

3. Anexar três fotos e um vídeo do presépio. Vale destacar que as imagens não devem conter nenhuma informação que identifique o inscrito. É importante que as imagens estejam com boa qualidade;

4. Este ano o Concurso de Presépios não está dividido por categorias. Contudo, podem ser inscritos presépios montados em diferentes locais, desde que estejam no território da Arquidiocese de Salvador (Salvador, Lauro de Freitas, Itaparica, Vera Cruz e Salinas da Margarida).

O que é um presépio?

O presépio é a representação do nascimento de Jesus e foi montado pela primeira vez em 1223, por São Francisco de Assis. Nesse ano, em vez de festejar a noite de Natal na Igreja, como era seu hábito, o Santo celebrou na floresta de Greccio, para onde mandou transportar as imagens do Menino Jesus, de Maria e José, uma manjedoura, um boi e um burro, e utilizou essa dinâmica para melhor explicar o Natal às pessoas comuns, camponeses que não conseguiam entender a história do nascimento de Jesus. O costume espalhou-se por entre as principais Catedrais, Igrejas e Mosteiros da Europa durante a Idade Média, começando a ser montado também nas casas de Reis e Nobres já durante o Renascimento. Em 1567, a Duquesa de Amalfi mandou montar um
presépio que tinha 116 figuras para representar o nascimento de Jesus, a adoração dos Reis Magos e dos pastores e o cantar dos anjos. Foi já no século XVIII que o costume de montar o presépio nas casas comuns se disseminou pela Europa e depois pelo mundo. Também na Bahia a tradição é grande, como herança da nossa história cristã e católica.