Mensagem dos líderes cristãos para eleições nas Filipinas: “Seguir a luz de Cristo”

“Nossa voz profética e nossa firme inspiração em Cristo nos unem a outros filipinos no discernimento sobre quem deve guiar o país. Todos nós devemos ter a coragem de trabalhar juntos, honrando a vida e a Criação. Entre os candidatos, devemos escolher líderes a serviço da vida e da nação”.

É o que escrevem a Conferência Episcopal Católica das Filipinas (CBCP) e o Conselho Nacional de Igrejas das Filipinas (NCCP), que reúne as Igrejas protestantes, em uma mensagem conjunta por ocasião da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (18-25 de janeiro).

“Seguir a luz de Cristo”

Em vista das eleições gerais a serem realizadas em maio deste ano, os líderes das Igrejas cristãs do país convidam os eleitores a “Seguir a luz de Cristo” (o título da mensagem), “precavendo-se contra os poderes das trevas” que “defraudam o plano de Deus” para o povo filipino.

Denunciando as mortes generalizadas na chamada “guerra às drogas” lançada nos últimos anos pelo governo de Rodrigo Duterte, o documento observa que “a dignidade da vida foi violada, já que muitos foram mortos extrajudicialmente”.

Ao espalhar falsidades e males, o governo em fim de mandato, diz o texto, “não só limitou o espaço democrático, mas levou à corrupção, escândalos e sérias deficiências nos serviços sociais, de saúde e outros”.

Colocar-se a serviço dos pobres, dos marginalizados

A declaração, assinada pelo secretário geral do Conselho Nacional de Igrejas das Filipinas, o bispo Reuel Norman Marigza, da Igreja Unida de Cristo, e pelo arcebispo católico Angelito Lampon, que dirige a Arquidiocese de Cotabato, afirma:

“Como uma comunidade que evangeliza através da participação ativa no processo democrático, podemos dar o exemplo, refletindo o amor de Cristo e nos unindo em uma viagem em direção ao nosso futuro, onde a justiça, a retidão e a paz criarão raízes e a Shalom de Deus florescerá entre nós.”

Recordando as dificuldades e o desespero dos atingidos pelo tufão Rai e pela Covid-19, os líderes cristãos então conclamam os fiéis a “unirem-se em solidariedade com os mais vulneráveis”, generosamente dispensando ajudas, e a se “colocarem-se a serviço dos pobres, dos marginalizados, lutando por um futuro mais próspero e pacífico”.

Fonte: Vatican News (com Fides)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por