Na Solene Vigília Pascal, Cardeal Dom Sergio pede que a Luz do Cristo brilhe entre os que mais sofrem nessa pandemia

Neste Sábado Santo (3), a Arquidiocese de Salvador celebrou na Catedral Basílica do Salvador a Solene Vigília Pascal, que encerra o Tríduo Pascal, em preparação à ressurreição de Cristo, celebrado neste Domingo de Páscoa (4).  Sob a presidência do Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha, a Missa teve início em silêncio até o Círio Pascal ser aceso e os fiéis acompanharem o canto Exsultet, que é a Proclamação da Páscoa.

Com o número limitado de católicos, em cumprimento às orientações no combate do novo coronavírus, os fiéis foram convidados a celebrar acompanhando os cânticos e as leituras depois de 40 dias vivenciando a Quaresma. “Nós cantamos com alegria depois desse longo tempo de Quaresma sem cantar, com exceção do ‘Aleluia’. [Hoje] nós tivemos a alegria solenemente de proclamar o nosso louvor Pascal, pela ressurreição de Jesus”, disse o Cardeal Dom Sergio.

No momento da homilia, Dom Sergio pontuou sobre sempre lembrarmos que, em meio às dificuldades, sempre haverá vida e o amor de Cristo presente. “E por que alegrar-se em um tempo tão difícil? Por que esperança no meio de tantas situações de dor e de morte? A resposta encontra-se nesta celebração. Cristo venceu, Cristo ressuscitou. Jesus venceu a morte. Jesus venceu a dor, o pecado e a violência e, por isso, graças a Ele, nós também podemos vencer. Unidos a Ele, nós podemos superar tantas situações de dor, violência e morte. Lembremos que não foi a morte e a violência que triunfou, foi a vida e o amor”, explicou.

Após a homilia, os fiéis tiveram suas velas acesas com a Luz do Cristo e, logo em seguida, realizaram a renovação das promessas batismais. “Hoje nós temos a graça de renovar não simplesmente os compromissos assumidos, mas a fé e a graça de sermos cristãos dentro da Igreja”, pontuou Dom Sergio. “Pedimos a Jesus que essa luz que brilha aqui no templo, simbolizada pelo Círio Pascal, possa brilhar na nossa vida, na nossa casa, na nossa comunidade, na nossa Igreja e nos diversos ambientes. E, de modo especial, entre os que mais sofrem com essa pandemia, os enfermos, suas famílias, os que se foram, os que estão sofrendo as consequências”, completou.

Ao final da Vigília, o Arcebispo Cardeal Dom Sergio destacou que o Jesus Ressuscitado não está apenas à espera de quem celebra a Páscoa, mas de todos. “Ele está à espera de todos. Também daqueles filhos e filhas que deixam a casa fraterna, ou então as ovelhas que não se encontram no rebanho, por estarem feridas ou errantes. Que esta fé do Senhor Ressuscitado resplandeça em nossos corações, trazendo a graça de uma nova vida. Amém!”, finalizou.

Texto e fotos: Emilly Lima

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp