Nova vida no Ano Novo

Cardeal Dom Sergio da Rocha

Arcebispo de São Salvador da Bahia, Primaz do Brasil

O início de um novo ano representa uma oportunidade especial de vida nova. Ano novo é tempo de esperança e de vida nova. É tempo de recomeçar acolhendo a vida como dom e tarefa. A oportunidade de recomeçar, já experimentada a cada dia que nasce, torna-se maior ao iniciar o ano. Iniciamos com a gratidão de quem acolhe o novo ano como dom de Deus e não como um fardo a ser carregado. Um novo ano pode ser desafiador, mas não deve ser visto como penoso ou ameaçador, por maiores que sejam os desafios.

O caminho a ser percorrido poderá continuar marcado pelas atividades rotineiras e por conhecidos desafios. Contudo, não somos prisioneiros do destino ou meros espectadores da história. Podemos ver e construir a vida cotidiana de um jeito novo, encontrando alegria em viver as coisas simples e aparentemente pequenas do dia-a-dia. Necessitamos valorizar mais as pessoas que têm estado ao nosso lado, mas que nem sempre têm recebido o nosso olhar fraterno; amar mais a quem não temos amado bastante.

Neste início de ano, é preciso desenferrujar a esperança e a criatividade, superando a acomodação e o desânimo.  Podemos recomeçar vivendo de um jeito novo as atividades rotineiras e desenvolvendo novas atitudes que nos tornem mais humanos e, por isso, mais fraternos e felizes, segundo o querer de Deus. No mundo marcado por tanta agressividade e conflitos, torna-se ainda mais necessária a bela tarefa do perdão, da reconciliação e da paz, a começar de nossas famílias. Não se pode ir em frente carregando peso nas costas e amargura no coração. Cargas pesadas acabam enfraquecendo as pernas, impedindo avançar no caminho novo e fazendo sofrer o coração. Há muita coisa a ser deixada para trás a fim de recomeçar. Mágoas, ressentimentos e vinganças devem ceder lugar ao perdão, à reconciliação e à paz.

É preciso olhar para frente com esperança, realizando sonhos e cultivando novas atitudes. A graça de experimentar o novo pressupõe o cultivo permanente da esperança e a disposição em percorrer serenamente o caminho, passo a passo. A fé em Deus sustenta a esperança, ilumina e orienta o caminho a seguir. Ele caminha conosco. Com ele, é possível uma nova vida no novo ano.

A busca da pessoa por uma vida nova não pode ignorar o que se passa na sociedade, nem implicar no fechamento sobre si, pois a busca egoísta da felicidade a ninguém faz feliz. Somos corresponsáveis pela construção de um mundo novo, através do amor, da justiça e da paz. Diante de tantas situações de sofrimento e morte não podemos ficar indiferentes ou acomodados. Estão à espera de nossa solidariedade, de modo especial, as inúmeras pessoas e famílias que mais sofrem com a pandemia e com as duras consequências das chuvas no sul da Bahia e norte de Minas Gerais. Sejamos mais fraternos e solidários neste novo ano!

*Artigo publicado no jornal A Tarde, em 02 de janeiro de 2022.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por