O “influencer” de Deus

Cardeal Dom Sergio da Rocha

Arcebispo de São Salvador da Bahia, Primaz do Brasil

 

Está se tornando cada vez mais conhecido e amado em todo o mundo o adolescente italiano Carlo Acutis, que morreu em 2006, com apenas 15 anos, em decorrência de leucemia. Ele nasceu em Londres, dia 03 de maio de 1991, de família italiana, e faleceu em Monza, em 12 de outubro de 2006. Atendendo ao seu desejo, ele foi sepultado em Assis, lugar que ele mais amava visitar. Seu corpo está na Igreja do Despojamento, no local onde São Francisco despojou-se de suas vestes, renunciando aos bens materiais para viver uma vida nova, seguindo Jesus.

Como adolescente do nosso tempo, Carlo Acutis tem sido representado de calça jeans e tênis, traje usado comumente por ele e que continua a revestir o seu corpo exposto à visitação pública. O santo de jeans e tênis tem sido chamado “influencer” de Deus, padroeiro ou apóstolo da internet. Dotado de grande habilidade com informática, ele evangelizava pela internet, divulgando a fé em Jesus e a devoção mariana. Ele queria ajudar as pessoas, sem interesses pessoais de fama ou dinheiro; não divulgava a si mesmo, mas a Jesus e a Maria. O “Beato”, em breve, “Santo” Carlo Acutis, é um exemplo para os “influencers” digitais e para todos os internautas, em vista de uma rede mundial tecida de fraternidade e de paz, jamais favorecendo o ódio, a desinformação e a violência.

A sua breve existência neste mundo foi marcada pela simplicidade de vida, pelo jeito sempre muito fraterno de tratar a todos, pela caridade para com os pobres e fragilizados, pela fé eucarística e devoção mariana. Na internet encontram-se fotos ou vídeos seus revelando um garoto muito alegre, sereno e amigo de todos.

A sua canonização foi aprovada pelo Papa Francisco. Ele foi beatificado em Assis, em 10 de outubro de 2020.  Para ser declarado “beato” foi preciso a comprovação de um milagre atribuído à sua intercessão, além da vida cristã exemplar. O milagre ocorreu no Brasil, com a cura de um garoto de Campo Grande, que sofria de grave enfermidade no pâncreas. Para ser declarado santo e poder ser venerado em toda a Igreja, exige-se um segundo milagre, neste caso, foi a cura de uma jovem costa-riquenha, estudante universitária em Florença, que sofria com um grave traumatismo craniano.

Estamos habituados a ver os santos representados por suas imagens, isto é, nos altares, ou a pensar neles no céu. Carlo Acutis, assim como Dulce dos Pobres, nos faz pensar nos santos de nosso tempo, pessoas como nós, que peregrinaram na terra, compartilhando alegrias e dores, vivendo da fé e do amor.

Em tempos tristes de disseminação de agressividade e mentira, Carlo Acutis é sinal e recordação de que é possível fazer das redes sociais espaços de fraternidade e de paz. O mundo de hoje, marcado pela forte influência da internet, necessita de gente como o “influencer de Deus”, capaz de trazer paz e alegria através das redes sociais.

 

*Artigo publicado no jornal Correio, em 24 de junho de 2024.