Papa manifesta pela tragédia em uma mina na Sibéria

O Papa Francisco soube com tristeza da trágica explosão na mina de carvão Listvyazhnaya, no campo minerário de Kuznetsk, na Sibéria ocidental. O acidente causou a morte de 52 pessoas. Em um telegrama, assinado pelo secretário de Estado vaticano, cardeal Pietro Parolin, o Pontífice “envia suas condolências ao presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, e ao povo russo”. O Papa “assegura suas orações por todos aqueles que morreram e por aqueles que choram sua perda”. Sobre todos aqueles envolvidos nos esforços de recuperação, Sua Santidade invoca a força e a paz de Deus Todo-Poderoso”.

O acidente

A explosão ocorreu na manhã do último sábado (27), quando 285 pessoas estavam nos túneis da mina. Os serviços de salvamento foram imediatamente mobilizados e 239 pessoas foram resgatadas, 49 das quais ficaram feridas. As autoridades russas iniciaram uma investigação para estabelecer as causas e responsabilidades do acidente. O diretor da mina, o primeiro vice-diretor e o chefe de seção foram presos. Segundo os investigadores, eles haviam “violado os requisitos de segurança industrial para instalações de produção perigosas”. Foi anunciado que 46 das vítimas do acidente são mineiros e seis são membros das equipes de resgate. A busca por sobreviventes continua, um dos quais foi resgatado várias horas após a explosão.

Fonte: Vatican News

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por