PJ realiza 44º Crisjovem

carolina-menezes-35Descontração, encontro e cuidado com a casa comum. Essas palavras definiram o Crisjovem 2016. Motivados pelo tema Juventude e o cuidado com a casa comum, a Pastoral da Juventude de Salvador (PJ) reuniu mais de 400 jovens no Colégio Nossa Senhora da Salette no último domingo (23).

O objetivo do evento, que vem se modificando ao longo dos anos, é motivar a juventude para a importância de se inserir nos espaços de transformação da Igreja e da sociedade, sendo protagonista na construção da civilização do amor.

“O tema nasce das atividades permanentes da Pastoral da Juventude a nível nacional. Então a partir dessas atividades permanentes são selecionados os temas dos DNJ’s (Dias Nacionais da Juventude). Como aqui celebramos o Crisjovem junto com o DNJ, a gente acolhe o tema nacional que faz um caminho junto com a campanha da fraternidade”, explica Bruno Conceição, um dos articuladores da PJ.

A casa comum, que foi o tema escolhido pela Campanha da Fraternidade esse ano, estava mesmo bem representada nas dependências do colégio. Uma sala ambientada por puffs e mesinhas de pneus, detalhes em jornais e garrafas pet, dentre outros materiais reciclados para destacar a importância de reciclar e cuidar do meio ambiente, podiam ser visto na entrada.

Clicks na chegadarosa-brito-123

A motivação dos jovens oriundos de diferentes paróquias de Salvador começou às 7h, quando os portões se abriram para a acolhida.

Como todo encontro de juventude, as plaquinhas para fotografias não poderiam faltar. Facebook, instagran e snapchat foram as mais utilizadas pelos que chegavam ao evento. O bispo auxiliar de Salvador e referencial para a juventude da Arquidiocese, Dom Gilson Andrade da Silva, assim como as irmãs Salettinas, donas da casa, também aproveitaram para registrar o momento e testar as fotos com as plaquinhas.

Uelen Medeiros, membro da Coordenação Arquidiocesana da Pastoral da Juventude – CAPJ explica o objetivo do Crisjovem e da reunião juvenil em torno de um bem comum.   “O Crisjovem pode ser visto de duas formas. Primeiro como um evento para celebrar a caminhada e a vida da juventude naquele ano. Segundo apresentar elementos para contribuir na formação integral dos jovens”, afirma.

victor-silva-e-rosa-brito-77Após a mística inicial, a animação ficou por conta da banda Redenção que conduziu esse primeiro momento com músicas que representavam bem o tema do evento. Depois os jovens foram conduzidos para as oficinas que ministradas por algumas irmãs, padres e leigos especialistas, trouxeram temas como Cultura do consumo e do descarte, diálogo intereligioso, espiritualidade ecológica, juventude e violência, pessoas em situação de rua,  juventude e vocação, dentre outros.

Bruno falou sobre a satisfação de receber a juventude no Crisjovem e sobre o que destacou como pontos fortes no evento.  “Cada Crisjovem é único. Único por questão de participação, porque quem faz o Crisjovem acontecer é a participação das pessoas e a forma como ele é construído com as lideranças (…). A questão da participação da juventude esse ano nos deixou muito alegres. A acolhida das irmãs do Salette também foi muito importante para a realização do evento. Enfim, estamos muito felizes por poder realizar o evento do jeito que  foi”, disse.

Santa Missa e Festival da Juventuderosa-brito-68

Ao retornarem das oficinas os jovens participaram da Santa Missa presidida pelo bispo auxiliar de Salvador, Dom Estevam dos Santos Silva Filho e concelebrada por padre Josuel Jesus, Assessor Eclesiástico da juventude e pelos padres convidados.

Dom Estevam fez uma reflexão sobre a Encíclica do papa Laudato si e sobre a importância da juventude cuidar de si mesmo e do planeta. Destacou a questão do cuidado com a casa comum, das diferentes espiritualidades e sobre o respeito que deve haver entre os diferentes grupos de juventude.

“Devemos buscar ser justos e misericordiosos como Deus é. Precisamos ser justos e misericordiosos também com o meio ambiente (…) temos que retornar para o princípio da nossa existência. Temos deveres em relação à natureza e também em relação à nossa fé. Para agradar Deus é preciso cuidar do meio que vivemos e respeitar as diferentes espiritualidades”, disse o bispo.

carolina-menezes-53Após o intervalo para o almoço, os jovens participaram do Festival da Juventude, um momento em que os diferentes grupos de jovens podem expressar sua arte, seja em forma de teatro, música ou dança, apresentando o olhar da juventude diante das dificuldades encontradas.

A paróquia de São Daniel Comboni levou uma caravana ao evento e se destacou durante as atividades. Além de ter a maior torcida, ainda realizou apresentações de dança e paródia, envolvendo todo grupo participante do encontro.

Tão Sublime Sacramentocarolina-menezes-59

O último momento do evento, para fechar com chave de ouro, foi a adoração ao Santíssimo Sacramento conduzida pelo padre Lázaro Muniz, antigo Assistente Eclesiástico da PJ.

Acostumados a adorar o santíssimo contemplando o silêncio, os pjoteiros vivenciaram um momento de entrega e desprendimento. Ao som da banda de Stella Maris, Engenheiros da Fé, padre Lázaro pediu que as lideranças pjoteiras se ajoelhassem ao redor do Santíssimo e recebessem as orações dos presentes. Em seguida foi a vez da CAPJ sentar em torno do Senhor para receber as bênçãos pela missão e pela realização do evento.

Uelen falou sobre a importância de viver as diversas formas de adoração. “É crucial que a gente possa favorecer outras formas de oração. Porque fica às vezes parecendo que só existe uma forma de rezar na Igreja. E todas as formas são bonitas”, explicou o pjoteiro.

victor-silva-e-rosa-brito-20PJ 50 anos

O momento se encerrou após Althielis de Jesus, coordenador da Pastoral que está passando por um momento delicado por problemas de saúde, realizar uma belíssima oração de agradecimento a Deus por sua vida, pela união da pastoral e pela comemoração dos 50 anos da PJ.

E por falar em 50 anos, a Pastoral da Juventude completa 50 anos em 2018 e já está se preparando para a grande festa. Com as hastags #Oquenosimpulsionaéoamor e #PJ50anos, começaram a motivar os jovens para celebrar esse momento especial.

“A gente tem construído. É um caminho de discernimento, de construção.  O momento de encontrar o nosso chão e construir nele os nosso passos”, concluiu Bruno.

Então, na certeza de que #Oquenosimpulsionaéoamor, que venham os 50! Vamos aguardar!

Fotos: Rosa Brito, Victor Silva, Tainara Mendes e Carolina Menezes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por