ACN envia pacote de ajuda para socorrer os cristãos da Terra Santa

Igreja greco-ortodoxa de São Porfírio bombardeada em Gaza – Divulgação ACN

A fundação pontifícia ACN – Ajuda à Igreja que Sofre – preparou um grande pacote de ajuda para socorrer os cristãos da Terra Santa durante a atual crise. Este auxílio apoiará os cristãos mais pobres na Faixa de Gaza, na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, bem como os trabalhadores migrantes cristãos e os requerentes de asilo em Israel.

Gaza

Há cerca de mil cristãos na Faixa de Gaza. A maioria deles está abrigada na paróquia católica Sagrada Família e na igreja greco-ortodoxa de São Porfírio. Centenas de famílias foram aglomeradas nos complexos da igreja, com relatos de escassez terrível de alimentos, remédios e água.

A ACN está apoiando uma iniciativa do Patriarcado Latino de Jerusalém (LPJ) para garantir um fornecimento constante de bens de primeira necessidade, incluindo kits de higiene, medicamentos, alimentos e combustível, às comunidades cristãs isoladas na Faixa de Gaza.

Cisjordânia e Jerusalém Oriental

Embora o conflito esteja centrado na Faixa de Gaza, também afetou gravemente os cristãos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental. A Cisjordânia abriga cerca de 37 mil cristãos palestinos e outros 10 mil cristãos vivem em Jerusalém Oriental.

Os cristãos da região dependem fortemente do setor de turismo para obter emprego. Com a parada repentina do fluxo de peregrinos e turistas, muitos cristãos locais perderam sua principal fonte de renda, enquanto outros não podem ir para o trabalho devido ao fechamento de postos de controle e outras restrições.

Junto da LPJ, a ACN presta assistência de emergência às comunidades cristãs na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental. Essa assistência é composta principalmente por assistência médica, vale-alimentação e ajuda existencial para aluguel e contas essenciais, como água e luz.

Israel

Em setembro de 2021, a LPJ criou o Vicariato para Migrantes e Requerentes de Asilo (VMAS) para cuidar dos 100 mil migrantes católicos e requerentes de asilo Israel. Esses migrantes têm uma variedade de status legais, e muitos estão empregados em serviços de mão de obra de baixo custo.

Centenas de cristãos migrantes que trabalhavam nas áreas ao redor da Faixa de Gaza foram forçados a fugir e buscar refúgio em abrigos temporários em Jerusalém Oriental, principalmente em conventos, pousadas cristãs e outras instalações da Igreja. Outros se abrigaram em igrejas em diferentes partes de Israel, como Tel Aviv.

A ACN colabora com o VMAS para fornecer alojamento, cuidados de saúde e outros serviços essenciais para os migrantes cristãos deslocados que vivem em Israel.

Patriarca Latino agradece o apoio da ACN

O Patriarca Latino de Jerusalém, Cardeal Pierbattista Pizzaballa, expressou sua gratidão à ACN pela colaboração contínua da fundação com a LPJ e pelo apoio dado aos cristãos na Terra Santa durante este momento de crise: “Obrigado por sua doação e solidariedade com o Patriarcado Latino de Jerusalém. Por favor, continuem a rezar por nossa pequena comunidade cristã, enquanto dão testemunho inabalável da fé e da esperança”.

Sobre a ACN (Ajuda à Igreja que Sofre)

A ACN (Ajuda à Igreja que Sofre) é uma Fundação Pontifícia que auxilia a Igreja por meio de informações, orações e projetos de ajuda a pessoas ou grupos que sofrem perseguição e opressão religiosa e social ou que estejam em necessidade. Fundada no Natal de 1947, a ACN tornou-se uma Fundação Pontifícia da Igreja em 2011. Todos os anos, a instituição atende mais de 5.000 pedidos de ajuda de bispos e superiores religiosos em cerca de 130 países, incluindo: formação de seminaristas, impressão de Bíblias e literatura religiosa – incluindo a Bíblia da Criança da ACN com mais de 51 milhões de exemplares impressos em mais de 190 línguas; apoia padres e religiosos em missões e situações críticas; construção e restauração de igrejas e demais instalações eclesiais; programas religiosos de comunicação; e ajuda aos refugiados e vítimas de conflitos.

Fonte: ACN