Encontro Nacional reuniu comunicadores da CNBB para elaboração do Guia de Comunicação

Na última segunda-feira, 4 de outubro, aconteceu a 11ª edição do Encontro de Comunicação Integrada na Igreja do Brasil, de forma online. Participaram 71 profissionais, jornalistas e pasconeiros que atuam na linha de frente da comunicação nos regionais da Conferência, das arquidioceses, dioceses, pastorais e organismos. O encontro foi organizado pela Assessoria de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e Comissão para a Comunicação da CNBB.

Também estiveram presentes na reunião o arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo; o bispo auxiliar e presidente da Comissão para a Comunicação, dom Joaquim Giovani Mol; o padre Tiago Sibula, assessor da Comissão para a Comunicação da CNBB e a Manuela Castro, assessora de Comunicação da CNBB.

A motivação para o encontro surgiu a partir da necessidade de atualizar e complementar o Guia de Comunicação Integrada, um processo iniciado em 2018 e que servirá de referência para ajudar os profissionais de comunicação que trabalham para a Igreja na elaboração de conteúdos e questões relacionadas à comunicação.

Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB

Dom Walmor iniciou a reunião saudando a todos os presentes e citando que, especialmente na data de hoje,  se celebra o dia de São Francisco de Assis. “São Francisco de Assis propunha uma vida com sabor do Evangelho e o Papa Francisco destaca, sobretudo na Laudato Si’, o convite a um amor que ultrapassa a geografia dos espaços”.

A experiência de se realizar a reunião com o Grupo de Comunicação Integrada da Igreja no Brasil, segundo dom Walmor, é uma oportunidade de se aprender o essencial da fraternidade que, de acordo com ele, permite a amar a tudo e a todos apesar da distância física.

Na oportunidade, o presidente da CNBB agradeceu a comunicação na CNBB que acontece em cada regional, nas dioceses, nas paróquias. “Sem esse instrumento a comunicação fica manca. E cada homem e mulher que produz a comunicação é um evangelizador/evangelizadora da mais alta importância”.

Por fim, dom Walmor salientou a importância da reunião para que se possa “avançar e crescer do ponto de vista de conteúdo e estratégias para uma comunicação forte”.

Dom Joaquim Giovani Mol, presidente da Comissão para a Comunicação da CNBB

Diversidade – Dom Joaquim Giovani Mol, presidente da Comissão para a Comunicação da CNBB, enfatizou a diversidade presente no grupo. “Vamos aqui nos debruçar no Guia de Comunicação Integrada e ele não significa anular a diversidade presente aqui, mas reunir características próprias para uma unidade”, disse.

Dom Mol reiterou, ainda, que os presentes na reunião são “a inteligência da comunicação no local em que se exerce o trabalho” e que, portanto, precisavam ser ouvidos. Para ele, os participantes são também articuladores da comunicação em fluxos variados e que a soma de tudo isso produz “uma comunicação articulada”.

 “A presença de vocês é muito estratégica, em lugares e momentos, é sempre estratégica (…) Continuem cultivando a espiritualidade do comunicador!”

Padre Tiago Sibula, assessor da Comissão para a Comunicação da CNBB

O padre Tiago Sibula, assessor da Comissão para a Comunicação da CNBB, agradeceu todo o trabalho e dedicação dos presentes. “Nesse tempo de sinodalidade e reforma da Igreja é importante lembrarmos a necessidade de caminharmos juntos. E esse novo tempo nos desperta a importância da Comunicação”, salientou.

Em sua fala, recordou também a importância de os participantes sempre terem como inspiração as atuais Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE), bem como as palavras do Papa Francisco, de seu magistério, mas também dos bispos, em comunhão com a CNBB.

Padre Tiago reiterou, ainda, a necessidade de se manter diálogo com a Pastoral da Comunicação. “A comunhão com a Pastoral da Comunicação, em nível paroquial, diocesano, é importante porque as vezes são esses agentes que fazem chegar todas essas nossas propostas”, disse.

O Guia

O processo de elaboração do Guia de Comunicação Integrada começou em 2018 com o 9º Encontro Nacional dos Jornalista da CNBB. À época, a partir de um trabalho concentrado de profissionais de comunicação juntamente com uma assessoria especial, foi elaborado um primeiro esboço do Guia a ser oferecido aos regionais da conferências, a todas as dioceses, organismos e a quem mais pudesse interessar para uma experiência.

O Guia, portanto, não foi finalizado e na manhã desta segunda-feira, 4 de outubro, a reunião convocada pela Assessoria de Imprensa, por meio da assessora Manuela Castro, se propôs a dar continuidade ao processo de atualização do mesmo. Para isso, novos grupos de trabalho (GTs) foram criados de modo a preencher as lacunas que ficaram pendentes.

Os grupos, formados por diversas pessoas e com diferentes temáticas (convenções para escrita; designer gráfico; gestão de crise; fontes jornalísticas;  rádio e TV e imagens no espaço litúrgico). A proposta é que até o final do ano,  os GTs encaminhem suas contribuições, de modo que o Guia fique pronto e já esteja disponível até o início de 2022.

Fonte: CNBB

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por