Publicados subsídios para a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 2022

“Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo”. Este é o tema da Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, extraído do Evangelho de Mateus  (Mt 2, 2), que acontecerá de 18 a 25 de janeiro, no hemisfério norte, e próximo a Pentecostes, no hemisfério sul. Os subsídios elaborados pelo Conselho das Igrejas do Oriente Médio (MECC), que tem sede no Líbano, já estão disponíveis nos portais do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e do Conselho Ecumênico de Igrejas.

“Nunca como nestes tempos difíceis sentimos a necessidade de uma luz que vença as trevas, e essa luz, como proclamam os cristãos, se manifestou em Jesus Cristo – lê-se nos textos preparados pelo organismo que reúne as Igrejas cristãs – para dar testemunho comum na terra onde Cristo viveu e ressuscitou”.

“Diante da atual crise sanitária internacional, em uma região do mundo onde os direitos humanos são sistematicamente espezinhados por injustos interesses políticos e econômicos, e que sofre as consequências no plano humano e material da terrível explosão que assolou Beirute em 4 de agosto de 2020, o grupo ecumênico local – explica o subsídio – tem multiplicado os esforços para apresentar os frutos das sessões de trabalho realizadas na plataforma on-line”.

O tema da Semana quer, portanto, ser um convite para que os cristãos sejam um símbolo como a estrela, que conduz todos os povos a Cristo, o meio pelo qual Deus conduz todos os povos à unidade. Os cristãos do Oriente Médio encontraram na ‘estrela’ uma imagem da vocação cristã – lê-se no site do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos – “a estrela foi o sinal que guiou os Reis Magos de lugares distantes e de diferentes culturas até o Menino Jesus e representa uma imagem de como os cristãos se unem em comunhão entre eles ao se aproximarem de Cristo”.

O pastor Odair Pedroso Mateus, secretário-geral adjunto do COE e diretor da Comissão Fé e Constituição que, juntamente com o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos revisa e publica os textos da Semana de Oração, destaca que os cristãos das diversas Igrejas no Líbano e nos países próximos “nos convidam a voltar-nos para a Estrela do Oriente e adorar juntos o Filho de Deus encarnado” e expressar gratidão por seu trabalho e seu “precioso dom espiritual”.

“Os cristãos do Oriente Médio oferecem este material para a Semana de Oração pela Unidade, cientes de que o mundo compartilha muitos de seus próprios problemas e dificuldades por eles vividos e anseia por uma luz que possa dissipar as trevas no caminho para o Salvador”, lê-se ainda nos textos.

Os autores acrescentam que a pandemia ocasionada pela COVID-19, “a consequente crise econômica e o fracasso das estruturas políticas, econômicas e sociais que deveriam ter protegido os mais fracos e vulneráveis, evidenciaram o profundo desejo, a nível global, que uma luz brilhe nas trevas” e observam que a estrela que brilhou no Oriente há dois mil anos “ainda nos chama para ir à Manjedoura, onde Cristo nasceu”, “atrai-nos onde o Espírito de Deus está vivo e atuante” e faz apelos à conversão do coração.

Para o Conselho das Igrejas do Oriente Médio, deve ser renovada a vida das Igrejas e da sociedade e é necessário seguir o caminho de Cristo, colocar-se à serviço do Evangelho, defendendo a dignidade humana, “especialmente dos mais pobres, dos mais fracos e dos marginalizados; e as Igrejas devem ser transparentes e responsáveis ​​na relação com o mundo, colaborando para levar alívio aos aflitos, “acolher os deslocados, socorrer os oprimidos pelo peso da vida e construir uma sociedade justa e honesta. O convite é para trabalharmos juntos para que os jovens possam construir um futuro conforme o coração de Deus, um futuro no qual todos os seres humanos possam experimentar a vida, a paz, a justiça e o amor”.

Fonte: Vatican News Service – TC

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp

Assine nossa News

Seja o primeiro a receber nossas novidades!

Contatos

© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por
© Copyright Arquidiocese de São Salvador Bahia. Feito com por