Últimas Notícias

Você está aqui: Capa / Notícias

Arquivo da categoria: Notícias

Assinatura dos Feeds

Dízimo é partilha!

No quarto vídeo da série sobre o Dízimo, o bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Gilson Andrade da Silva aponta a generosidade como um elemento importante na vivência da fé cristã.

Leia, abaixo, a íntegra da mensagem:

Meu irmão, minha irmã, nesse mês de julho na Arquidiocese de Salvador nós temos refletido sobre o dízimo e o nosso compromisso com ele. Ele é sempre manifestação do reconhecimento de que nós recebemos tudo das mãos de Deus e que Deus é generoso para conosco, e como somos filhos é normal que manifestemos a nossa generosidade para com Deus. Por isso o dízimo é uma questão de reconhecimento, de amor, de gratidão e de fé. Em toda a Sagrada Escritura se fala da generosidade do coração manifestada no dízimo, na oferta. Jesus no Evangelho elogia aquela pobre viúva que tira tudo o que tem e entrega no templo. Jesus também era servido por mulheres que colocavam seus bens a disposição dele, para a obra do anúncio do Evangelho.
A primeira comunidade cristã também tinha esse compromisso: quando alguém se encontrava com Cristo, quando alguém se convertia tinha que partilhar os seus bens com a comunidade para que ninguém passasse necessidade. São Paulo nos deu a medida da nossa oferta. Ele diz que cada um deve dar conforme decidiu o seu coração. Nós queremos uma medida generosa, por isso devemos promover sempre mais essa cultura na Igreja que também se sustenta através da oferta do dízimo. Que não haja nenhum cristão católico batizado que não seja dizimista. Que nas nossas comunidades sejamos muito generosos entregando a nossa vida ao Senhor e tudo aquilo que ele nos deu.

*Texto extraído do vídeo sobre o Mês do Dízimo, com o bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Gilson Andrade da Silva. Produção, gravação e edição: Pastoral da Comunicação Arquidiocesana.

Arquidiocese de Salvador celebra os 60 anos de ordenação sacerdotal de Dom Geraldo Majella Agnelo

No dia 4 de agosto os fiéis da Arquidiocese de Salvador celebrarão os 60 anos de ordenação sacerdotal do Cardeal e Arcebispo Emérito, Dom Geraldo Majella Agnelo. Uma missa presidida por Dom Geraldo e concelebrada pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger e os bispos auxiliares, será realizada no Santuário de Fátima (Garcia), às 19h.

O Arcebispo Emérito foi ordenado padre no dia 29 de junho de 1957, na Catedral da Sé, em São Paulo, pelas mãos do então Arcebispo de São Paulo, Dom Antonio Maria Alves de Siqueira. Foi nomeado Arcebispo de Salvador em 13 de janeiro de 1999 pelo Papa S. João Paulo II. No dia 21 de janeiro de 2001 Dom Geraldo foi eleito Cardeal da Santa Igreja Romana, junto com 43 novos cardeais da Europa, Ásia, África e América, os primeiros do novo milênio.Em fevereiro do mesmo ano, no Consistório do Vaticano, receberam do Papa João Paulo II o barrete vermelho e o anel, sinais da dignidade cardinalícia e do compromisso que pode exigir do Cardeal o heroísmo com a entrega total de si mesmo a Deus e aos irmãos. Permaneceu à frente desta Igreja Particular até 12 de janeiro de 2011 e atualmente reside em Londrina.

Foto: Rosa Brito

IX Jornada Arquidiocesana dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão

No dia 6 de agosto os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão participam da Jornada de espiritualidade e formação, das 7h às 17h, no Colégio Antônio Vieira (Garcia). O encontro terá como tema Com Maria a Igreja reza, escuta e celebra e o palestrante será o padre José Raimundo Pinto de Melo. As inscrições podem ser feitas até o dia 28 de julho, das 14h às 17h, na sala dos Diáconos, no Centro Arquidiocesano de Pastoral (Dorotéias). A taxa de inscrição custa R$ 15,00 (sem almoço).

Semana de Espiritualidade Jovem na paróquia São Paulo Apóstolo

A juventude da paróquia São Paulo Apóstolo (IAPI) participa até hoje (19) das atividades da Semana de Espiritualidade Jovem. Desde o dia 16 os jovens participam de missas, momentos de reflexão, orações e da adoração ao Santíssimo Sacramento. A carta do Papa Francisco dedicada aos jovens também será tema para o aprofundamento. Confira as fotos enviadas por Luan Machado!

Subsecretários dos Regionais da CNBB se reúnem para Encontro Nacional no Rio de Janeiro

Até sexta-feira (21), subsecretários dos 18 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), participam do encontro anual, na sede do Regional Leste 1, no Rio de Janeiro. Os trabalhos são coordenados pelo subsecretário adjunto de pastoral da CNBB, Padre Deusmar Jesus.

Entre as diversas atividades está prevista uma visita à Cracolândia junto aos religiosos da Toca de Assis na tarde desta quarta-feira (19) e uma visita à Ilha Grande, localizada no litoral sul do estado do Rio de Janeiro.Antes de cada subsecretário regional apresentar um pouco da realidade da sua região, o vice-presidente do regional Leste 1 e arcebispo de Niterói (RJ), dom José Francisco, fez um panorama da vida pastoral da Igreja no Estado do Rio de Janeiro. Além disso, coordenadores de pastorais das dioceses fluminenses apresentaram as realidades locais, tanto no âmbito pastoral-missionário, como no âmbito social.A reunião tem como finalidade conhecer a realidade local de cada regional, partilhar experiências, reuniões de trabalho com a Secretaria Geral da CNBB e um momento de convivência. O Arcebispo do Rio de Janeiro e presidente do Regional Leste 1 da CNBB, Cardeal Orani Tempesta, celebrou a missa de abertura do encontro.

O encontro dos subsecretários regionais acontece duas vezes por ano, sendo o primeiro numa região ou diocese do país no mês de julho e o segundo em Brasília (DF) no mês do novembro.

Texto e foto: CNBB e Adielson Agrelos

Festa de Nossa Senhora do Carmo no bairro Sete de Abril

No dia 16 de julho, a paróquia Nossa Senhora do Carmo, localizada no bairro de Sete de Abril, celebrou solenemente a festa da sua padroeira. Uma procissão que saiu da igreja São José em direção ao Instituto São Geraldo foi realizada antes da Missa Solene presidida pelo bispo auxiliar de Salvador, Dom Marco Eugênio Galrão Leite. Confira as fotos enviadas por Geisa Bonfim, membro equipe da Pastoral da Comunicação da paróquia de Sete de Abril!

Colóquio Internacional da Família acontecerá em agosto

[Clique na imagem para ampliar]

De 4 a 6 de agosto a capital baiana sediará o Colóquio Internacional da Família, promovido pelos Irmãos de São João. Castidade, missão da Pastoral Familiar e conflito de geração são alguns dos temas que serão abordados durante o evento, que acontecerá no Colégio Antônio Vieira (Vieirinha), localizado na rua Pacífico Pereira, 1-85, Garcia. O tema central do Colóquio é “A alegria do amor nas famílias”.

No primeiro dia (4) a atividade terá início às 18h30. A primeira palestra, intitulada “Desafios da família como célula da sociedade”, será ministrada pelo doutorando em Família, professor Marcelo Couto. Já no dia 5 de agosto o Colóquio iniciará às 9h com o tema “A ideologia do gênero e suas implicações na família”, abordado pelo responsável dos estudos da Congregação São João, padre François-Frédéric.

Três oficinas serão realizadas neste dia (5): às 10h15, às 14h e às 16h30. Por volta das 11h30 a reflexão será sobre “Educar à santidade: educação humano-cristã”, com o diretor executivo do Instituto da Família, padre Rafael Fornasier, e com a economista e terapeuta de família e casal, Sônia Costa. Às 15h15 o psiquiatra Ítalo Marsili falará obre “O problema da pornografia nas famílias”. Das 18h às 18h45 haverá adoração ao Santíssimo Sacramento. Para encerrar, uma mesa redonda será formada com todos os palestrantes do dia.

No domingo (6), às 9h a jornalista e formadora de agentes de comunicação, Carla Ferreira, abordará o tema “Família, educação e redes sociais: a in-comunicação familiar”. O bispo da Diocese de Camaçari, Dom João Carlos Petrini falará sobre “A família no desígnio de Deus e as indicações de Amoris Laetita.

Os interessados em participar devem realizar a inscrição através do site www.coloquidafamilia.com

Curso Ministro da Palavra

O Centro Missionário Redentorista está com inscrições abertas para o curso Ministro da Palavra e aulas acontecerão nos meses de julho, agosto e setembro. A formação tem como objetivo habilitar os participantes a serem anunciadores eficazes da Palavra de Deus. Na ocasião serão apresentados métodos de comunicação, interpretação de textos bíblicos e instrumentos necessários e práticos para a preparação de pregações. Os encontros serão nos dias 23 de julho, 13 de agosto, 3 e 24 de setembro, das 8h às 16h. As inscrições podem ser realizadas até o dia 23 de julho e a taxa tem o valor de R$ 120 (poder ser parcelado em duas vezes e dá direito a almoço). Os interessados devem entrar em contato com o Centro Missionário Redentorista, localizdo à rua Almeida Sande, 36, Barris, por e-mail centromissionario@outlook.com ou por telefone (71) 3328-7461.

 

Paróquias dedicadas a Senhora Sant’Ana se preparam para a festa da avó de Jesus, padroeira dos professores

As paróquias dedicadas à Senhora Sant’Ana se preparam para celebrar a festa da padroeira no dia 26 de julho. Na igreja localizada no bairro do Rio Vermelho, o tema central será Ensina-nos, ó Maria, a ouvir a voz de teu Filho!.

O novenário acontece de 17 a 25 de julho, sempre às 19h, com exceção do dia 22, quando haverá Missa pelos idosos e doentes às 9h; e do dia 23, que além da Missa das 19h, haverá Missa às 7h30, seguida de procissão com a imagem de Senhora Sant’Ana pelas principais ruas do bairro.

No dia festivo, 26 de julho, haverá Missas às 6h, 7h30 e 9h30. Uma procissão marítima com os pescadores, às 11h, também faz parte das homenagens à Senhora Sant’Ana. Neste mesmo horário, membros do Grupo de Oração Terço dos Homens (GOTH’s) recitarão o Terço na matriz. Das 12h às 14h os grupos Mil Ave Marias e Missionários do Rosário recitarão mil Ave Marias, também na matriz.

A programação continua com um momento de oração às 14h e com a recitação do Terço da Misericórdia às 15h. Entre 16h e 17h acontecerá a Hora Santa. A Missa Solene, às 19h, será presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Estevam dos Santos Silva Filho.

Na paróquia Santíssimo Sacramento e Sant’Ana (Nazaré) o tema escolhido para a festa da padroeira este ano é Sant’Ana, a Mãe de Maria, nos aproxima de Jesus. A programação terá início no dia 20 de julho com o ato inaugural das obras de restauração da igreja Matriz, às 20h.

No dia 22 de julho o Santíssimo Sacramento ficará exposto às 17h e às 18h o bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Marco Eugênio Galrão, presidirá a Missa de Entrega da Festa de Sant’Ana. No dia seguinte, 23 de julho, também haverá adoração ao Santíssimo Sacramento às 17h e Missas às 8h30 e 18h.

Os devotos participam de adoração ao Santíssimo Sacramento às 18h30 e de Missa às 19h30 nos dias 24 e 25, sendo que neste último dia será celebrada Missa às 10h pelos alunos do Colégio Santa Clara e da Escola Paroquial de Sant’Ana.

No dia dedicado à Senhora Sant’Ana (26) os fiéis participarão de uma alvorada às 6h. Neste dia serão celebradas Missas às 6h30, 8h, 9h30 e 12h. Às 15h30 acontecerá um momento de oração e louvor e às 17h30 a recitação do Terço, com a bênção do Santíssimo Sacramento em ação de graças pela restauração do templo. Os festejos serão encerrados com a Missa Solene, às 19h30, presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

É importante ressaltar que no dia 29 de julho, às 18h, será celebrada a Missa de Dedicação da Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento e Sant’Ana, presidida por Dom Murilo.

Foto de capa: Daniel Fotógrafo

Papa no Angelus: Jesus não se impõe, mas se propõe doando-se

O Papa Francisco rezou a oração mariana do Angelus, neste domingo (16/07), com os fiéis e peregrinos de várias partes do mundo, presentes na Praça São Pedro.

Na alocução que precedeu a oração, o Pontífice disse que “quando Jesus falava usava uma linguagem simples e usava também imagens que eram exemplo de vida cotidiana a fim de ser compreendido facilmente por todos. Por isso, as pessoas o ouviam com boa vontade e apreciavam a sua mensagem que chegava diretamente ao coração”.

Não era uma linguagem complicada de entender como as dos doutores da lei daquele tempo, que não se entendia muito bem, pois “era cheia de rigidez e distanciava as pessoas”. “Com essa linguagem, Jesus faz entender o mistério do Reino de Deus. Não era uma teologia complicada e o exemplo disso nos é apresentado no Evangelho de hoje.”

Generosidade

“O semeador é Jesus. Observamos que com essa imagem, Ele se  apresenta com um que não se impõe, mas se propõe. Não nos atrai conquistando-nos, mas doando-se. Ele propaga com paciência e generosidade a sua Palavra, que não é uma gaiola ou uma emboscada, mas uma semente que pode dar fruto”, disse Francisco, se estivermos dispostos a acolhê-la.

“Portanto, a parábola diz respeito sobretudo a nós. De fato, fala mais do terreno que do semeador. Jesus faz, por assim dizer, uma radiografia espiritual do nosso coração, que é o terreno sobre o qual cai a semente da Palavra. O nosso coração, como um terreno, pode ser bom e então a Palavra dá fruto, mas pode ser também duro, impermeável. Isso acontece quando ouvimos a Palavra, mas ela bate com força sobre nós, como numa estrada.”

Coração superficial

Entre o terreno bom e a estrada existem dois terrenos intermédios que, de várias medidas, podem existir em nós.

“O primeiro é o pedregoso. Vamos imaginá-lo! Um terreno pedregoso é um terreno onde não há muita terra. A semente germina, mas não consegue se enraizar profundamente. Assim, é o coração superficial, que acolhe o Senhor, quer rezar, amar e testemunhar, mas não persevera, se cansa e nunca decola. É um coração sem consistência onde as pedras da preguiça prevalecem sobre a terra boa, onde o amor é inconstante e passageiro. Quem acolhe o Senhor somente quando quer, não dá fruto.”

Vícios

Depois, há o último terreno, o espinhoso, cheio de sarças que sufocam as plantas boas.

“O que essas sarças representam? «A preocupação do mundo e a sedução da riqueza», diz Jesus. As sarças são os vícios que lutam com Deus, que sufocam a presença: sobretudo os ídolos da riqueza mundana, o viver com avidez, para si mesmo, para o ter e o poder. Se cultivamos essas sarças, sufocamos o crescimento de Deus em nós. Cada um pode reconhecer as suas pequenas ou grandes sarças que não agradam a Deus e impedem ter um coração limpo. É preciso arrancá-las, caso contrário a Palavra não dá fruto.”

O Papa disse ainda que “Jesus nos convida hoje a nos olhar por dentro, a agradecer pelo nosso terreno bom e a trabalhar os terrenos que ainda não são bons. Perguntemo-nos se o nosso coração está aberto para acolher com fé a semente da Palavra de Deus. Perguntemo-nos se em nós as pedras da preguiça são ainda numerosas e grandes. Devemos encontrar e chamar por nome as sarças dos vícios. Encontremos a coragem de recuperar o terreno, levando ao Senhor na confissão e na oração as nossas pedras e nossas sarças”.

Purificar o coração

“Ao fazer isso”, sublinhou Francisco, “Jesus, o Bom semeador, ficará feliz de realizar um trabalho adicional: purificar os nossos corações, removendo as pedras e os espinhos que sufocam a sua Palavra”.

O Papa pediu à Virgem Maria, que hoje recordamos com o título de Nossa Senhora do Carmo, para que nos ajude a purificar o coração e conservar nele a presença do Senhor.

Saudações

Após a oração mariana do Angelus, o Santo Padre saudou todos os fiéis de Roma, os peregrinos de várias partes do mundo, famílias, grupos paroquias e associações.

Saudou de modo particular as Irmãs de Nossa Senhora das Dores que celebram 50 anos da aprovação pontifícia do instituto. Saudou também as Irmãs Franciscanas de São José que comemoram 150 anos de fundação, os diretores e hóspedes da  “Domus Croata” de Roma, no 30° aniversário de sua instituição.

O Papa dirigiu uma saudação especial à comunidade católica da Venezuela, presente na Itália, renovando sua oração por esse “amado país”.

Fonte: Rádio Vaticana


Cúria Metropolitana Bom Pastor - Av. Leovigildo Filgueiras, 270 - Garcia, CEP: 40.100-000 - Salvador -Ba. Tel.: (71) 4009-6666 | contato@arquidiocesesalvador.org.br
Scroll To Top