Cardeal Dom Sergio da Rocha fala sobre a Assembleia Geral que reúne todo o episcopado brasileiro

Cardeal Dom Sergio da Rocha na 61ª AG CNBB – Foto: Ascom CNBB

O Arcebispo de São Salvador da Bahia, Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha; o Arcebispo Emérito, Dom Murilo Krieger; e os bispos auxiliares, Dom Valter Magno de Carvalho e Dom Dorival Barreto, estão em Aparecida, São Paulo, onde participam da 61ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, evento que reúne todo o episcopado brasileiro, de 10 a 19 de abril.

“A Assembleia Geral é de especial importância, porque é o momento no qual nós temos o encontro dos bispos do país todo. Somos cerca de 480 bispos, embora nem todos os eméritos participem, mas a maioria está sempre presente. É um momento especial de comunhão e de unidade, porque uma vez ao ano, pelo menos, nós temos a oportunidade de nos encontrarmos para convivermos fraternalmente, mas, sobretudo, para pensarmos a evangelização com a missão da Igreja no Brasil”, afirmou Dom Sergio em entrevista à Rede Excelsior de Comunicação.

Este ano, a AG CNBB tem como tema principal a atualização das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (DGAE) e também se volta para a realizada de Igreja no país. “Nós temos o que é próprio de cada arquidiocese, diocese e de cada regional, mas temos também a busca comum de diretrizes para orientar a visão da Igreja no Brasil. Temos, naturalmente, as orientações do Papa Francisco, o que vem da Sé Apostólica, mas temos também a necessidade de definir diretrizes para a nossa missão e um dos objetivos da Assembleia deste ano é justamente atualizar as DGAE, o que seria a cada quatro anos, mas foi prolongado um pouco mais dessa vez, porque se trata mais de uma atualização do que propriamente de uma revisão: nós vamos dar continuidade ao que já estava em vigor, mas com novos acréscimos”, explicou Dom Sergio.

De acordo com o Arcebispo Primaz, o episcopado brasileiro definirá os rumos da evangelização, para melhor desenvolver melhor a missão que Jesus deixou à Igreja e que é uma grande responsabilidade. “O mandato de Jesus é ‘Ide, anuncie o Evangelho, faça discípulos entre todas as nações’. Nós fazemos tudo para cumprir o mandato de Jesus, em comunhão, unidos entre nós e com o Papa Francisco. É importante caminharmos juntos, na unidade e, sobretudo, buscando essas diretrizes comuns para a ação pastoral. Peço muito a oração de todo o povo de Deus da nossa Arquidiocese e de toda a Bahia. Peço que rezem por nós, pois precisamos muito”, disse Dom Sergio.