Com 96 anos, Dom Manuel Edmilson dá exemplo de unidade na participação da 58ª AG CNBB

O Portal da CNBB descobriu que o bispo emérito da diocese de Limoeiro do Norte (CE), dom Manuel Edmilson da Cruz, é o bispo mais velho a participar, aos 96 anos, da 58º Assembleia Geral da CNBB, em formato on-line. Dados da Secretaria Técnica da CNBB indicam a existência de 166 bispos eméritos no Brasil. Somado ao número de bispos titulares no Brasil, 309, chegamos a um total de 475 prelados na Igreja no Brasil.

Dom Edmilson conta que participou de todas as Assembleias Gerais em seus 54 anos de episcopado. Para ele, as dificuldades tecnológicas não são empecilho. “Participar das Assembleias da CNBB é uma oportunidade preciosa de crescer, de me formar, de ouvir e conhecer sobre outras realidades”, afirmou.

Ouvir sobre as mais diversas realidades e as dificuldades encontradas pelos bispos em suas dioceses, segundo ele, foi o tema que mais o sensibilizou: “o que mais me impressionou até agora têm sido os relatos da vida, das situações novas nos tempos difíceis que estamos vivendo. Esse é o tema que mais se destaca para mim. Ao ouvir esses relatos percebemos que a sabedoria da vida é maior: é saber que não sabemos coisa nenhuma”.

Dom Edmilson diz que espera com muita ansiedade a Assembleia Geral, momento em que pode conviver com os irmãos bispos, mesmo que seja à distância com a ajuda da tecnologia. Para ele, as assembleias poderiam ser  mensais em vez de anuais. “Alegria da vida são as assembleias da CNBB. Tenho o maior interesse em participar e enquanto depender de mim, enquanto eu tiver condições, pretendo continuar participando, para me informar melhor e poder seguir melhor os planos de Deus para a Santa Igreja e tudo mais que for possível”.

Quanto à participar da Assembleia Geral na forma remota, dom Edmilson se diz privilegiado por poder fazer parte da experiência. “É surpreendente. Me sinto privilegiado, com a graça de Deus, não só por mim, mas por todos que podem participar de um momento assim nos tempos que estamos vivendo. É uma graça muito grande. Agradeço com amizade, alegria e gratidão”.

Do alto da sabedoria que seus 96 anos lhe conferem ele manda um recado para os irmãos bispos mais novos no episcopado brasileiro: “diria que já devem estar sentindo como é bom participar desses momentos com o povo de Deus. Como é boa a acolhida que os Bispos do Brasil nos fazem. Esse sentimento de acolhida para todos, destaque para todos, espaço para todos, acompanhar o que acontece na Igreja do Brasil como um todo, desperta uma estima tão forte que eleva nossa solidariedade e renova a boa vontade de servir. A Assembleia Geral é um espaço de oração para aumentar e ampliar os conhecimentos. Sobretudo, lembro que essas coisas tem um valor que só Deus pode dizer e que eu não sabia dizer até começar a participar”.

Dom Manuel Edmilson da Cruz

As novas tecnologias não intimidam a participação do bispo emérito de Limoeiro do Norte (CE) | Fotos: arquivo pessoal.

Nascido em 03/10/1924 , em Acaraú (CE), foi ordenado sacerdote em 05/12/1948, em Sobral (CE) e recebeu a Ordenação Episcopal em 06/11/1966, também em Sobral. Tornou-se bispo emérito em 06/05/1998. Foi Bispo Auxiliar de São Luís do Maranhão (MA), de 1966 a 1974; vigário episcopal da forania de Brejo (MA) de 1966 a 1974; Bispo auxiliar de Fortaleza (CE) de 1974 a 1994; Administrador apostólico “Sede Plena” de 1992 a 1994 e bispo de Limoeiro do Norte (CE) de 1994 a 1998.

Também exerceu as funções de diretor espiritual do Seminário de Filosofia; Orientador educacional de um colégio de religiosas; foi conselheiro espiritual do Encontro de Casais com Cristo (ECC) do regional Ceará; Diretor espiritual da equipe de Nossa Senhora; realizou atendimento pastoral a 2 paróquias da arquidiocese de Fortaleza (CE). Tem diversos livros e escritos publicados.

Fonte: CNBB, com informações da Arquidiocese de Fortaleza

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp