Na Catedral Basílica, fiéis participaram da Ação Litúrgica da Paixão do Senhor

Em silêncio. Foi assim que teve início a Ação Litúrgica Solene da Paixão do Senhor, nesta Sexta-feira Santa, na Catedral Basílica do Santíssimo Salvador. Sob a presidência do Arcebispo de São Salvador da Bahia, Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha, a liturgia teve início às 15h. “Nós celebramos hoje a Paixão e Morte de Cristo na cruz, fazendo memória a esse gesto supremo de amor de Jesus, que foi dar a Sua vida por nós, na cruz”, disse Dom Sergio.

Dividida em três partes – Liturgia da Palavra, adoração da Cruz e Comunhão Eucarística – a Ação Litúrgica foi marcada pelo silêncio, pela oração e pela adoração ao Cristo crucificado. Logo após a homilia, foi rezada a Oração Universal, respondida pelos fiéis. As preces deste dia são pelo Papa, pela Igreja, pelos que sofrem, pelos que creem em Deus e também pelos que não creem.

Em seguida, sob o refrão “Eis o lenho da cruz da qual pendeu a salvação do mundo. Vinde, adoremos”, o Cristo crucificado foi entronizado até o altar para a adoração dos fiéis, que, após a celebração litúrgica, formaram uma longa fila e puderam contemplar as imagens de Jesus crucificado e do Senhor Morto. “Ao mesmo tempo em que olhamos para a cruz de Jesus, nós somos convidados a olhar para a cruz de quem mais sofre e que precisa de solidariedade. Tem muita gente sofrida em situação de violência, de enfermidade; no mundo de hoje nós temos muitos conflitos. Precisamos ser mais solidários com quem sofre. Quanta gente que está unida à cruz pelo sofrimento. Ninguém sobe o calvário sozinho, mas com Jesus: é Ele quem nos acompanha”, disse Dom Sergio.

Por volta das 17h30, os fiéis que participaram da Ação Litúrgica na Igreja do Carmo chegaram à Catedral Basílica com a imagem do Senhor Morto, conhecida como o “Cristo do Cabra” devido ao nome do artista plástico que a confeccionou. Conduzida em um esquife por militares do Exército, a imagem foi colocada diante da porta principal da Catedral, de onde Dom Sergio proferiu o Sermão das Sete Palavras.

Fotos: Sara Gomes